17 de agosto de 2015

IPLA: O Mundo - Visto pela Psicanálise. Nº 129

Hoje tudo parece ser possível. Somos aparentemente livres para fazer nossas escolhas. Mas a possibilidade dessa liberdade assusta. Por isso buscamos ainda classificações e identificações, na esperança de encontrar o modelo da completude. Será? Achar a sua singularidade e responsabilizar-se por ela é o tratamento proposto pela psicanálise.

Nesta edição:
. as múltiplas possibilidades de identidade de gênero
. a singularidade na arte de Miró
. a educação e os superdotados
. a função clínica da curiosidade do analista 

Heterossexualidades
Marcelo Veras comenta o filme Uma nova amiga, de François Ozon, que mostra os novos arranjos familiares e a diversidade de situações que envolvem as parcerias contemporâneas. LEIA MAIS

Joan Miró e a força da matéria 
Como criar o novo a partir da elaboração das experiências do passado reinventando constantemente sua própria vida e obra? Bianca Leite comenta a exposição de Miró. LEIA MAIS

O diagnóstico de superdotação 
Qual é o melhor para educação? Identificar superdotados, ou compreender que cada aluno tem um modo de aprender que é singular, se pergunta Carolina Silva. LEIA MAIS

 Caso da semana
Uma boa forma de autorizar uma análise é ser profundamente curioso a respeito do analisando. Helainy Andrade relata um encontro singular de um jovem com o analista. LEIA MAIS


No hay comentarios: