9 de junio de 2014

EBP-Delegação PB: Lumen 330



                                                                                                                                         Boletim Informativo Nº 330
                                                                                                                                            
08 de Junho de 2014

Nesta Edição:
Vem aí...!!
Próxima aula do Curso Fundamentos do ensino de Lacan
Semana na Delegação
Texturando



                Vem Aí... !!!
                                  Convidada: Marina Recalde

                                                                           EOL/ /AE/AMP - Argentina
Seminário: Corpo, do Trauma ao Sintoma
                                                Coordenação: Margarida Assad e Cristina Maia
Data: 12 e 13 de Setembro
Em João Pessoa



Próxima aula do Curso Fundamentos do ensino de Lacan

14 de junho - Os casos clássicos freudianos II
Glacy Gorski e Margarida Assad
Homem dos Lobos – Glacy Gorski (manhã)
Querela do diagnóstico
Lógica classificatória e o que a excede
Questionamento do modelo edípico
Direção do tratamento e manejo da transferência: a estratégia de Freud
O caso do Homem dos Lobos e o real da clínica: Releitura com Lacan
Homem dos Lobos: nomeação estabilizadora
Bibliografia recomendada
FREUD, S.(1918 [1914]) História de uma neurose infantil. Rio de Janeiro: Imago,1975. P. 13-151. (Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Freud, vol.XVII)
MILLER, J.- A. O Homem dos Lobos. (1ª. parte) Opção Lacaniana,Revista Brasileira Internacional de Psicanálise, São Paulo: edit. Eólia. 56/57, p. 9-65, julho de 2009.
MILLER, J. - A. o Homem dos Lobos (2ª. parte) Opção Lacaniana, Revista Brasileira Internacional de Psicanálise, São Paulo: edit. Eólia. 59, p. 9-64, março de 2011.

O caso Schereber – Margarida Assad (tarde)
O mecanismo de defesa na psicose.
Verwerfung freudiana.
O sentido e a significação.
O enigma nas psicoses.
A causalidade psíquica.
Delírios e alucinações.

Bibliografia recomendada:
Freud, S. Vol XIX A perda da realidade na neurose e na psicose ( 1924)
Freud, S.  Vol XII O Caso de Schreber.
Laurent, E. El sentimiento delirante de la vida. Coleccion Diva. Cap Tres Enigmas: El sentido, la significación, el goce.



Semana na Delegação
JOÃO PESSOA
As Preliminares ao seminário de Marina Recalde
Atividade preparatória ao seminário "Corpo,  do Trauma ao Sintoma", com Marina Recalde (EOL/ /AE/AMP – Argentina) , que acontecerá nos dias 12 e 13 de setembro/2014.
Coordenação: membros AMP/EBP na PB
Primeiro encontro: quarta-feira, 11 de Junho  às 20:00h
Indicação de leitura: O trauma, generalizado e singular – Eric Laurent
In: http://www.encontrocampofreudiano.org.br/2014/02/o-trauma-generalizado-e-singular_9241.html
(Texto em anexo)
Local: sede da DPB em JP
Atividade aberta ao público.



Texturando

 

A coluna Texturando de hoje apresenta um recorte da coluna EBP-Debates, cujos editores Frederico Feu e Paula Borsoi lançam uma questão a alguns colegas da EBP, sobre a articulação entre a psicanálise e o campo da saúde mental a partir da pergunta Como você avalia hoje o campo da saúde mental, levando em conta sua inserção nesse campo?Cassandra Dias Farias, colega da Delegação, foi uma das convidadas a responder à essa questão e publicamos aqui sua reflexão.
Confiram na íntegra o debate e a forma como outros colegas da EBP avaliam essa tão delicada inserção no boletim DR (Diretoria na Rede), disponível em http://www.diretorianarede.com.br/ebp_deb/debates011.asp 

 

 


"A Saúde Mental, sejamos francos, nela não cremos" . Todos os dias me pego pensando nesse axioma proposto por Jacques Alain Miller. Se a saúde mental é um ideal, se o delírio da normalidade ocupa o lugar do grande Mestre contemporâneo, qual o lugar para um trabalho com o sofrimento psíquico que leve em conta o sujeito do inconsciente junto às políticas públicas no nosso país? Como alguém tocado pela experiência analítica, pela lida diária e cotidiana com o real do seu próprio gozo poderia transmitir algo dessa aventura subjetiva para operadores da saúde mental onde a grande maioria passa longe de um trabalho pessoal? Esse tem sido o meu esforço enquanto supervisora de equipes CAPS.

Tenho me deparado com um campo fértil e ao mesmo tempo, árido. Recortado pela política no que ela tem de melhor e também de pior. De um lado, uma militância apaixonada pela bandeira antimanicomial que muitas vezes avança às cegas ao esbarrar nos entraves burocráticos e nos usos eleitoreiros e mercantilistas que sempre conjugaram e exploraram o binômio loucura/capital. De outro, a implosão do próprio sistema que se depara com os furos gigantescos em uma rede que não comporta toda a complexidade do projeto de uma sociedade não segregativa dos seus restos, entre eles, loucos e adictos.
Entre humanismo, militância e política partidária, uma clínica institucional que urge ser construída. A formação dos trabalhadores e suas condições de trabalho não favorecem que a clínica possa advir como sendo o norte para a compreensão dos casos que povoam os serviços substitutivos à lógica manicomial. A multiplicidade de fatores - incluindo os de risco - que constitui cada um dos sujeitos que trafega pela rede, mobiliza frequentemente um enorme cansaço e impotência nas equipes.


De fato, parece-me que a afirmação freudiana ganha todo sentido quando aplicada ao campo da saúde mental. Ensinar, governar e analisar enquanto tarefas impossíveis (FREUD, 1937). Essa tríade se articula, entre outras coisas, em torno do impossível de um cuidado qualificado institucionalizado.
Mas, como nossa civilização está erguida sobre suas instituições ainda que impossíveis e como é a psicanálise que me fornece a chama necessária para persistir contornando esse real, por acreditar que a psicanálise é um discurso vivo, que produz modificações na vida das pessoas e uma aplicação na vida, sigo procurando encontrar as brechas para a prática da ação lacaniana como entendo que deve ser a extensão do discurso que me habita.


Cassandra Dias Farias é Membro da AMP/EBP e Supervisora clínico-institucional na área de saúde mental, álcool e outras drogas no Estado da Paraíba.


MILLER, J A – Falar com o corpo / conclusão do PIPOL V disponível em http://www.enapol.com/pt/template.php?file=Argumento/Conclusion-de-PIPOL-V_Jacques-Alain-Miller.html

 



"O cartel é um dispositivo fundamental da Escola de Lacan. Trata-se de um grupo de pelo menos três pessoas, cinco no máximo, sendo quatro a "justa medida", cujo objetivo é estudar e pesquisar um tema concernente à psicanálise ou em conexão a ela. Seus componentes se escolhem em torno de um tema de interesse comum, a partir do qual cada um recortará um aspecto ou questão. O cartel é um coletivo de trabalho, porém cada um trabalhará sua própria questão". (site da EBP- cartéis)
Os interessados em trabalhar sobre um tema específico podem inscrever seu cartel no site da EBP. Quando o cartel estiver formado, os componentes escolhem o mais-um que deverá inscrever o cartel no site. Toda a orientação se encontra no site: http://ebp.org.br/carteis/apresentacao/ 
Coordenação de cartéis na DPB
Margarida Assad

Cartéis Constituídos:
1.       TRANSFERÊNCIA
Pauleska Asevedo Nobrega (Mais-Um)
Cleido do Nascimento Cavalcanti
Jayane Kelly Gomes de Melo
Maria Stella Soares
Ana Ocilêide de Lima Bezerra
2.  A FUNÇÃO DA ESCRITA NA PSICOSE
Ana Ocileide de Lima Bezerra (Mais-Um)
Thayse Késsya O. de Almeida
Ana Cláudia F. Vasconcelos
         Juliana Fonsêca de A. Gama
  Johanna Sales Aragão
 
Procura-se Cartel

TEMA: DEVASTAÇÃO
Ana Paula Porto Luna- ap.pl@hotmail.com,
 Jocilda Azevedo <jocildaazevedo@gmail.com
Euclides  professoreuclides@outlook.com,
 Aury Tertuliano - Aurilandia aury.psi@hotmail.com
TEMA: FEMININO EM PSICANÁLISE
Josefa Kelly Cavalcante de Farias Araújo
Dominick Monteiro Gomes de Brito
Nayara Sátiro <nayarasattiro@gmail.com>,
             kelly araujo - kelly_cf@hotmail.com

TEMA: PSICANÁLISE COM CRIANÇAS Débora Lima Barros
Poliana Dantas da Nóbrega
Bruna Pereira Nóbrega
                                                                                                                               TEMA: SABER E SEGREDO NA INFÂNCIA
Marlene Gonçalves de Brito Araujo
Ana Patrícia de Sousa Morais

TEMA: MODALIDADES DE GOZO NO CORPO
Helvia Vilar
Georgiana Furtado
  Jacicarlos Lima de Alencar  Jacicarlos Alencar- jacicarlos@gmail.com
Sthéfani Gomes - steniny@yahoo.com.br>,
     Carolina Marx - carolmarxpsi@yahoo.com.br
                                   Anne Jamile Sampaio- annejamilleribeirosampaio@gmail.com
Camilo de Lélis Lima de Souza   
 
TEMA: SEMINÁRIO 19 ... OU PIOR
Cassandra  - E-mailcassandraveras@gmail.com




PRÓXIMOS EVENTOS

           "Trauma nos Corpos, Violência nas cidades"
                XX Encontro Brasileiro do Campo Freudiano
           22 E 23 de Novembro – Belo Horizonte
               





__,_._,___
-->

No hay comentarios: