11 de abril de 2014

A Grande Conversação da Escola Una - Gresiela Nunes da Rosa


A Grande Conversação da Escola Una 
Flashes

Sobre a questão das supervisões
Gresiela Nunes da Rosa

Quando houve algo da ordem de uma decisão de sustentar o trabalho como analista, apareceu junto a decisão implicada de dirigir-se a um
supervisor. Diferente de antes que outros diversos ocupavam esse lugar, decidi-me escolher um a quem compartilhar o andamento do meu
trabalho. Foi um excelente encontro. Saí do lugar de ouvir um "continue assim" que nunca me dizia nada, para colher ali a ideia da direção dos
tratamentos dos casos que conduzo.
Mas o mais importante e surpreendente foi ter ali podido me escutar, escutar a minha repetição e perceber que o que eu imaginava ser algo da
ordem do desejo do analista era justamente o seu contrário. Uma faceta do fantasma presentificava-se  nos tratamentos através de algo que
poderia superficialmente ser visto como o desejo do analista.
Acho que a minha análise foi decisiva como contribuição para escutar ali na supervisão aquela repetição. Mas acho que no meu caso, a mesma
presença, uma certa repetição de cena, além do mais importante que é a escuta delicada e respeitosa do supervisor, me conduziu a ouvir da
minha própria voz a minha repetição. Isso causou uma considerável mudança de posição no meu trabalho.


__,_._,___
-->

No hay comentarios: